Recuperar wp-content e postagens após nova instalação do WordPress

Esses dias fui obrigado a realizar uma operação contra minha vontade, tive que reinstalar o WordPress desde o zero, já que sua instalação contava com muitas tabelas inúteis deixadas por plugins já excluídos. O banco de dados estava uma bagunça, quase que ilegível e cada vez ficava mais claro que esta era uma base de dados quase que irrecuperável. Pois bem, o que fiz para instalar tudo e não perder o conteúdo? Sabe-se que após uma nova instalação, mesmo mantendo a pasta wp-content os arquivos não voltam para a Biblioteca de Mídia em um toque de mágica.

Caso você possua muito conteúdo em seu blog (muito mesmo), como neste caso que enfrentei (havia uns 25GB somente em mídias) e a ferramenta de exportação do WordPress não dê conta, é melhor então você seguir estas dicas.

Alterações nos diretórios

Como todo bom desenvolvedor sabe, perder dados pode ser considerado o fim de sua carreira, ainda mais quando se trata das informações dos clientes. Lembrando da velha desculpa de lojas de informática: vai ter que formatar. A primeira pergunta óbvia do cliente é, “vou perder tudo?”. Certamente sem um serviço de backup o cliente jamais aceitaria. Mãos ao trabalho, para uma garantia caso a nova instalação não funcione, em vez de excluir os arquivos do core do WordPress vamos movê-los para uma outra pasta. Como?

  1. Acesse seu website via FTP/Gerenciador de Arquivos (do próprio CPANEL)

Neste caso vou utilizar o gerenciador de arquivos do CPANEL mesmo para ilustrar. Localizando o ítem Gerenciador de Arquivos, vamos acessá-lo. Ao acessar marque a opção diretório base.(www/public_html) Você verá então sua lista de arquivos, a interface é muito fácil de utilizar, semelhante aos programas para acesso FTP.

  • Crie uma pasta com o nome que desejar (um nome óbvio ao menos, como: backup-wp, algo do tipo)
Capturar
Primeira opção do CPANEL (tema paper_lantern)

 CapturarSelecione TODOS os arquivos do core do WordPress (inclua as pastas wp-admin e wp-includes), não se esqueça deixe a wp-content de fora. Não selecione wp-content! Após selecionar, MOVA esses arquivos para a pasta que você criou anteriormente, no meu caso backup-wp. Após movidos você ficará apenas com a pasta wp-content sobrando. Deixe-a onde está.

Backup das tabelas do banco de dados

É muito importante efetuar um backup da base de dados de seu site atual, este mesmo que você está querendo apagar/reparar.

  1. Acesse via CPANEL a ferramenta PHPMYADMIN, ou use a ferramenta de backup.
  2. Abra o banco de dados referente à instalação do WordPress.
  3. Clique em exportar >> Personalizada >> selecione apenas as tabelas wp_posts, wp_postmeta
  4. Salve o arquivo .sql
Exportação das tabelas do banco de dados
Exportação das tabelas do banco de dados

Baixando WordPress e importando .sql

Vá ao site do WordPress, baixe a versão desejada. Faça a instalação normalmente da versão em seu servidor, se for fazer upload dos arquivos via FTP, caso deseje pode substituir a pasta wp-content sem problemas.

Após finalizada a instalação do WordPress você perceberá que sua biblioteca de mídia se encontra vazia, mesmo que a pasta wp-content possua o conteúdo da instalação anterior. Aí que vem o segredo, mesmo com os arquivos nas pastas o WordPress não sabe que eles devem ser listados ali, para isto existe a tabela wp_postmeta que avisa ele o que deve ser mostrado e qual o caminho para isto. Acesse seu PHPMYADMIN novamente, selecione a base de dados referente à nova instalação, exclua/renomeie as tabelas wp_posts wp_postmeta, clique em importar após isto e selecione o arquivo que você exportou anteriormente.

Pronto! Os anexos serão listados.

Cuidados básicos

Vale lembrar também que neste caso só a exportação da tabela wp_postmeta já faria todo o trabalho da biblioteca de mídia. Ao selecionar a tabela wp_posts juntamente você importa todas as postagens do site anterior, porém não serão importadas categorias, tags e outros. Para importar categorias juntamente você pode utilizar a ferramenta de exportação do WordPress e depois a de importação, ou então na base de dados selecione também as tabelas wp_terms, wp_term_taxonomy, wp_term_relationships. Caso seu objetivo seja de realmente realizar uma limpa, não é interessante importar as mesmas tabelas da instalação anterior, já que elas podem possuir muito lixo e acabar trazendo juntamente. Neste caso você necessitará baixar toda a pasta /wp-content e enviar via FTP para o outro servidor. Depois siga os passos deste tutorial normalmente que funcionará. Não se esqueça de baixar o banco de dados e enviar para o servidor correto da nova instalação.

Este procedimento pode não funcionar corretamente, deve-se levar em conta o ambiente em que sua instalação está rodando (Windows, Linux), configurações de hardware do servidor, versão PHP, MySQL, modificações no core do WordPress, temas, plugins e outros. Antes de realizar tais ações tenha em mãos um backup completo de sua aplicação para evitar perda de dados.

Tiago Boeing

Estudante de Ciência da Computação, formado em técnico em informática para internet, trabalha com desenvolvimento web há 6 anos e recentemente desktop. É jornalista responsável pela redação e escreve sempre que possível artigos e tutoriais relacionados ao meio tecnológico.

por Tiago Boeing
Desenvolvedor

Ver Github

Este artigo está em