Possibilidade de mãe e filha virem da China para São Ludgero causa preocupação

A informação de que uma Mulher e uma Criança que viriam da China para o município de São Ludgero não se confirmou.  Elas viriam para o município pois seus familiares moram na cidade.

A preocupação da Vigilância Epidemiológica e da Secretaria de Saúde no município é com o Coronavírus, infecção que atinge boa parte da China e está causando apreensão em todo mundo.

A Secretaria de Saúde Nilva Schlickmann Pickler, em entrevista na Rádio Voz Livre, trouxe a informação que a Secretaria de Saúde, junto com a Vigilância Epidemiológica, tinha tomado todas as providências para receber a mulher e a criança. No entanto, nesta dia (6), foi descartada a vinda delas para São Ludgero, a mulher resolveu ficar em São Paulo, e por enquanto não vem para São Ludgero.

A Secretária informou ainda que as duas pessoas não estavam em local de risco, e elas fizeram todos os exames.

“Fizemos o contato com a pessoa, e ela nos informou que não estava em local de risco na China e que fez todos os exames, e ao chegar em São Paulo foram avaliados os sinais vitais e não foram apresentados sintomas ou infecções e foram liberadas.” Declara a Secretária Nilva.

A mulher e a criança que viriam para São Ludgero não fazem parte dos casos suspeito e não estão em investigação pelo Ministério da Saúde.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (nCoV-2019) foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.

Os primeiros coronavírus humanos foram identificados em meados da década de 1960. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Novo coronavírus (nCoV-2019)

O novo agente do coronavírus, chamado de novo coronavírus – nCoV-2019, foi descoberto no fim de dezembro de 2019 após ter casos registrados na China. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são 14,5 mil casos registrados em 18 países, com 305 mortes, o que mobilizou organismos internacionais e a comunidade científica na busca por respostas sobre prevenção, transmissão e tratamento desse novo tipo de coronavírus.

No Brasil, até 03 de fevereiro de 2020, são 15 casos suspeitos em investigação para o coronavírus (nCoV-2019) em sete estados, mas nenhum deles foi confirmado. São Paulo é o que, neste momento, apresenta mais casos suspeitos: são 7 em investigação.

Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002, e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Fonte: José Luiz Madeira | Voz Livre

Este artigo está em

Join the Conversation