Eduardo Pinho Moreira participa da solenidade de posse da presidência do Tribunal Regional Eleitoral de SC

O governador Eduardo Pinho Moreira participou da solenidade de posse dos desembargadores Ricardo Roesler e Cid Goulart Júnior, respectivamente na presidência e vice-presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC). A solenidade aconteceu na noite desta segunda-feira, 12, no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em Florianópolis. Também foram empossados os desembargadores Volnei Celso Tomazini e Jaime Ramos como juízes substitutos da Corte.

“A Justiça Eleitoral é fundamental para que nós tenhamos uma eleição limpa e que a vontade popular seja soberana. Para isso a nova presidência do tribunal tem todas as condições. Essa posse muito prestigiada mostra que nós estaremos, nas eleições de 2018, em boas mãos e teremos uma votação limpa e tranquila”, destacou o governador.

A presidência do TRE-SC, na gestão anterior, era conduzida pelo desembargador Antonio do Rêgo Monteiro Rocha, e pelo vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Cesar Augusto Mimoso Ruiz Abreu.

Para o novo presidente do TRE-SC, Ricardo Roesler, os desafios em um ano eleitoral são maiores, mas o grupo está empenhado. “Os desafios são enormes a medida que a eleição vai se aproximando, mas os trabalhos estão bem encaminhados, a equipe é muito competente e estamos preparados, embora muitas coisas novas surgirão. O momento é de organização e depois será da realização de uma eleição segura e eficaz”.

Jeferson Baldo / Secom / Divulgação ORS

Ricardo Roesler

O desembargador é natural de São Bento do Sul. Atuou como juiz substituto nas comarcas de Joinville, São Francisco do Sul e Canoinhas entre 1987 e 1989. Foi juiz de direito nas comarcas de Barra Velha (1989-1990), Sombrio (1990-1991), Jaraguá do Sul (1991-1993) e Joinville (1993-2007). No período de 2003 a 2006 foi presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses e, de 2004 a 2007, atuou como diretor financeiro da Associação dos Magistrados Brasileiros. Ainda em 2007, foi nomeado juiz de direito de 2º grau do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, onde tomou posse no cargo de desembargador no ano de 2012. Atualmente o magistrado compõe vários órgãos julgadores, entre eles o Tribunal Pleno, Órgão Especial, Grupo de Câmaras de Direito Público e Conselho da Magistratura, além de presidir a Terceira Câmara de Direito Público. Nos trabalhos administrativos do TJSC, foi coordenador do Conselho Gestor de Informática, coordenador da Assessoria de Comunicação Social, membro da Comissão Especial da Reforma do Judiciário e de comissões de concurso, e coordenador-geral do Núcleo de Comunicação Institucional.

Cid Goulart Júnior

O desembargador é natural da cidade de Florianópolis e bacharel em direito pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Foi promotor de justiça a partir de junho de 1985, tendo atuado como titular nas comarcas de Cunha Porã, Turvo, Gaspar, Tijucas, Balneário Camboriú, São Joaquim, Concórdia, Blumenau e Florianópolis. Foi secretário da Corregedoria-Geral de Justiça do Ministério Público catarinense entre 1997 e 1999 e consultor jurídico da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania em 1999. Procurador de Justiça a partir de fevereiro de 2003, membro do Conselho Superior do Ministério Público Estadual no biênio 2004/2006 e membro do Órgão Especial até fevereiro de 2018. É desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina desde dezembro de 2005 e membro do Grupo de Câmaras de Direito Público e da Segunda Câmara de Direito Público da corte estadual.

Este artigo está em

Join the Conversation