SC tem mais de 30 mortes por afogamento em pouco mais de um mês

Entre 12 de dezembro de 2019 e domingo (19), Santa Catarina teve 20 mortes por afogamento em água doce e 11 no mar. Os números foram divulgados pelo Corpo de Bombeiros na terça-feira (21). Também houve três mortes por afogamento em locais privados.

Os 20 casos em água doce ocorreram em áreas em que não há guarda-vidas. No caso das mortes no mar, duas ocorreram em regiões com guarda-vidas e nove em áreas descobertas por esses profissionais. No mesmo período da temporada passada, houve 19 mortes por afogamento em água doce, 12 no mar e nenhuma em área privativa.

Ao todo, no período informado, os bombeiros fizeram 1.561 salvamentos, atenderam 42.392 pessoas feridas por águas-vivas e encontraram 1.903 crianças perdidas.

Na comparação com o mesmo período da temporada passada, foram encontradas 1.998 crianças perdidas, feitos 1.340 salvamentos e 32.044 atendimentos de pessoas feridas com águas-vidas.

Orientações

Para evitar afogamentos, os bombeiros orientam:

*consultar as condições do mar no aplicativo Praia Segura;
*nas praias, ficar próximo a um posto de guarda-vidas;
*nos rios, cuidado com pedras escorregadias;
*não nadar sozinho;
*cuidados com objetos que flutuam, como boias e bolas, que dão uma falsa sensação de segurança. Entre os equipamentos flutuantes, o colete salva-vidas é o mais recomendado pelos bombeiros;
*não pular de cabeça na água, pois podem existir pedras ou outros materiais submersos;
*não tomar banho em rios ou cachoeiras com correnteza;
*não deixar crianças tomando banho a mais de um metro dos pais ou responsáveis;
*conferir a profundidade do local onde vai tomar banho.

Fonte: G1 SC

Este artigo está em

Join the Conversation