Prefeito de São Martinho participa de encontro com Presidente da EMBRATUR

Criar um plano integrado do turismo com desenvolvimento territorial sustentável para atrair investidores. Este foi o recado que o presidente da Empresa Brasileira de Turismo – Embratur, Vinícius Lummertz disse à plateia composta, principalmente, por gestores dos municípios e o trade turístico da região da Amurel, nesta sexta-feira, 23, seminário sobre o Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo da Região da Amurel, no salão Nobre da Unisul, em Tubarão.

Lummertz falou dos cenários e potencialidades do Turismo na região Sul, citando o município de São Martinho como um exemplo de empreendedorismo e produto turístico para atrair turistas de várias partes do Brasil e do Mercosul.

“Precisamos criar conexões com a serra catarinense e gaúcha, o litoral (Interpraias), águas termais. O Sul definitivamente tem que entrar na rota do turismo brasileiro. Tem potencial para isso. São Martinho conseguiu mudar sua cultura através do turismo, e tem um perfil empreendedor para atrair mais investidores. A região da Amurel precisa ser organizar e criar uma rota atrativa tanto para o turista quanto às operadores do setor – que vendem estes pacotes,” destacou Lummertz.

O evento contou também com a participação do professor Alexandre Biz, que apresentou um detalhado trabalho, intitulado Turismo como Eixo de Desenvolvimento Socioeconômico, Cultural e Sustentável na Região.

Para o prefeito de São Martinho, Robson Back – este evento foi muito produtivo para aliar as ideias com o órgão oficial do Turismo Brasileiro. E conhecer o que o mercado está exigindo. “Temos que sentar com a comunidade e falar abertamente como tornaremos o município atrativo, tanto para turistas quanto investidores e agradar o mercado do setor. Ter uma conexão de cuidados com o meio ambiente  ao agronegócio, incentivar a sustentabilidade na cadeia produtiva.  E impulsionar cada vez mais o empreendedorismo.”

A Amurel e Unisul promoverão uma agenda política para levantamento dos projetos e iniciativas já existentes ou em andamento; criação de um grupo de trabalho entre as câmeras municipais para discussão das leis/outros; criação de um grupo de trabalho entre os secretários de Turismo para discussão dos inventários turísticos, infraestrutura e outros.

Este artigo está em


Join the Conversation