Deputado Natalino solicita que financiamento do BID seja aplicado na rede elétrica rural

Uma parte dos US$ 345 milhões tem que ser aplicada para transformar as redes, que hoje são monofásicas, em trifásicas

Uma parte do valor liberado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Agência Francesa de Desenvolvimento para Santa Catarina deve ser destinada para melhorar as condições das redes elétricas do interior do Estado. Esta foi a solicitação encaminhada pelo deputado estadual Natalino Lázare ao governador do Estado e ao presidente das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) e destacada na sessão desta quinta-feira (9).

O deputado ressalta que uma fatia dos US$ 345 milhões tem que ser aplicada para transformar as redes, que hoje são monofásicas, em trifásicas. “Há agricultores que estão limitados no aumento de suas atividades agrícolas por não terem uma energia elétrica adequada. Não podemos permitir que, em meio a este avanço tecnológico que vivemos, algo que parece ser tão simples de ser resolvido, seja um impasse para fazer com que o agronegócio catarinense progrida ainda mais”, afirma Lázare.

Natalino ainda aponta que a estabilidade no fornecimento de energia elétrica é uma melhoria necessária também para ajudar a fixar o jovem no meio rural e garantir a sucessão nas propriedades. “Há um êxodo rural acentuado e preocupante. Nós precisamos permitir ao homem do campo que ele tenha condições de viver no meio rural, com acesso à telefonia móvel e internet, por exemplo. Sonho um dia em que o jovem saia possa estudar na melhores universidades, especialmente as ligadas ao agronegócio, mas que ele  volte para o campo e aplique os modelos de desenvolvimento aprendidos”, destaca.

Este artigo está em

Join the Conversation