Homem é condenado por homicídio em Armazém

O homem acusado de matar João Claudino Moraes, de 57 anos a marteladas foi condenado pelo crime de homicídio a uma pena de 12 anos de reclusão, em regime inicial fechado. A sessão do júri aconteceu nesta terça-feira (27), em Armazém. Luiz Fernando Araújo foi condenado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e meio cruel.
O crime ocorreu em outubro de 2018, na cidade. João morreu após ser agredido a marteladas na cabeça.
No dia dos fatos, João e o condenado trabalhavam em uma obra quando houve um desentendimento. Em seguida, João foi golpeado com várias marteladas na cabeça. Devido às agressões, a ferramenta chegou a fincar no crânio. João foi atendido no hospital local, mas, devido à gravidade dos ferimentos, foi encaminhado ao hospital de Tubarão, onde faleceu, ainda com a arma do crime presa na cabeça.
Luiz Fernando Araújo seguia preso desde o dia do crime. Após a sentença, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.

João Claudino Moraes
João Claudino Moraes
Este artigo está em

Join the Conversation