Após a Petrobras aumentar o combustível, a gasolina está até R$ 0,24 mais cara em Santa Catarina desde terça-feira (6). O valor do litro de gasolina foi reajustado em 8,1%, enquanto o preço do diesel subiu 9,5%.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro), a estimativa é de que a elevação do preço do litro fique entre R$ 0,12 e R$ 0,18 mais caro.

Em Joinville, no Norte catarinense, em frente a um dos postos com a gasolina mais barata da cidade, onde o litro era vendido a R$ 3,25 na terça, uma fila de automóveis para abastecer gerou um aumento nas vendas de 30%, segundo a RBS TV.

A Petrobras justificou a decisão pela variação do câmbio e dos preços do petróleo. “Os postos estão trabalhando com uma margem bem complicada, o setor está sofrendo”, disse o gerente de posto João Arthur.

A equipe da RBS TV Joinville flagrou um aumento superior ao previsto pelo sindicato em um posto de em que o litro de gasolina está sendo vendido a R$ 3,59, uma elevação de R$ 0,20. “Faz muita diferença, porque quem usa muito vai gastar muito mais. Afeta bastante o bolso do brasileiro”, afirmou o representante comercial Anderson Luiz Pereira.

Aumento de R$ 0,24

Em Blumenau, no Vale do Itajaí, a reportagem consultou uma rede de postos em que a gasolina aumentou de R$ 3,25 para R$ 3,49. No Sul do estado, em Criciúma, em dois postos procurados pelo G1, os atendentes informaram que o estabelecimento ainda não havia aplicado o aumento ao litro de gasolina, mas o produto já estava sendo comercializado a R$ 3,54 em um e a R$ 3,59 em outro.

No Oeste, em Chapecó, em um posto de combustíveis procurado pela reportagem, o preço do litro de gasolina subiu de R$ 3,69 para R$ 3,79.

Em Florianópolis, em um posto de gasolina questionado pelo G1, o litro de gasolina estava sendo vendido a R$ 3,76, embora o aumento ainda não tivesse sido aplicado, de acordo com os funcionários.

Este artigo está em

Join the Conversation