Jornal: Neymar exigiu R$ 119 mi anuais e pagamento de dívida para ir ao PSG

Hoje de contrato renovado com o Barcelona até 2021, Neymar chegou a fazer exigências para jogar no Paris Saint-Germain durante a negociação com o clube francês ao fim da temporada passada. É o que aponta o jornal “L’Équipe”, que publicou nesta terça-feira uma reportagem que traz à tona supostos detalhes das conversas. O pai do craque teria condicionado a transferência a um salário de € 35 milhões (R$ 119 milhões) e ao pagamento da dívida fiscal com a Receita Federal brasileira, que seria de € 45 milhões (R$ 153 milhões).

A publicação francesa apontou que o salário não foi visto como um problema pela diretoria comandada pelo presidente Nasser Al-Khelaifi. O xeque, porém, teria visto como maus olhos a proposta de pagamento da dívida do jogador. O agente Wagner Ribeiro já havia afirmado anteriormente que a oferta do clube francês teria chegado a vencimentos anuais de € 40 milhões (R$ 136 milhões), além de mimos como um jatinho privado e uma cadeia de hotéis que levaria o nome do jogador, o que não foi confirmado pelo jornal.

De acordo com o “L’Équipe”, os diretores do PSG se reuniram com representantes de Neymar em duas ocasiões: uma em abril, ainda durante a temporada, em São Paulo, e outra meses depois, em Ibiza, onde o craque passava férias.

Em maio, o GloboEsporte.com revelou que o camisa 10 da Seleção tinha em mãos propostas do PSG, Real Madrid e Manchester United. Na mesma época, a imprensa europeia divulgou várias informações de conversas do craque com os franceses. Mas o Barça agiu rápido e anunciou no dia 30 de junho a renovação do contrato de Neymar até 2021 (na última sexta, o jogador posou para fotos assinando o novo compromisso).

Fonte: G1

Este artigo está em


Join the Conversation