Murray despacha Wawrinka e pega Raonic na semi do ATP Finals

A final dos sonhos do ATP Finals entre Andy Murray e Novak Djokovic está se desenhando. O escocês, que chegou a Londres como novo número 1 do mundo, despachou o suíço Stan Wawrinka por 6/4 e 6/2 nesta sexta-feira e avançou para a semifinal do torneio dos campeões em primeiro lugar do grupo John McEnroe com três vitórias em três jogos. Seu adversário neste sábado, às 12h (horário de Brasília), será Milos Raonic, a quem venceu na final de Wimbledon. A outra semifinal também está definida. Primeiro do grupo Ivan Lendl, Djokovic, o novo número 2, vai enfrentar Kei Nishikori, já garantido com a segunda vaga, e que ainda nesta sexta joga contra Marin Cilic pela fase de grupos. A partida será às 18h (horário de Brasília).

Na disputa pelo topo do ranking mundial, Murray tem 11.510 pontos contra 11.380 de Djokovic. No ATP Finals, cada vitória na primeira fase vale 200 pontos, na semifinal 400, e 500 para o campeão. O sérvio precisa avançar para a final e torcer para o escocês cair neste sábado para voltar à liderança.

O suíço começou a partida bem melhor do que os jogos anteriores do ATP Finals, com dois winners nos dois primeiros pontos. O escocês se movimentava bem e deixava Wawrinka tomar a iniciativa trocando bolas e esperando por um erro. E foi assim que conseguiu a quebra no sétimo game, subindo à rede e com uma bola de sorte que o suíço acabou jogando na rede. O número um do mundo ia muito bem no primeiro serviço, levando a primeira parcial por 6/4. Ganhando um set ele já garantia a vaga para semifinal.

Wawrinka se desestabilizou ao ser quebrado logo no primeiro game do segundo set. Pior para as raquetes do suíço. Era nelas que ele descontava sua frustração. E ela só aumentava quando Murray seguia constante e explorando os erros do suíço. Foram 27 erros não forçados contra 13 do escocês. Com uma devolução para fora de Wawrinka, Murray levou o segundo set e a partida.

Foto: Reuters/Toby Melville
Foto: Reuters/Toby Melville
Com informações do G1 esporte 
Este artigo está em


Join the Conversation