Municipal de Armazém: Cruzeiro acaba com jejum de 19 anos sem título

A grande final da Taça Almiro Hoepers, aconteceu no último sábado em partida emocionante entre Cruzeiro x Palmeirinhas, com público de mais de 700 pessoas no estádio Paulo Wensing, em Armazém.

Na primeira etapa logo aos nove minutos o Palmeirinhas teve uma grande chance de abrir o marcador. O lateral Jeferson “Buiú” tentou sair jogando e acabou escorregando, a bola sobrou limpa para o atacante Douglas Hellmann que cara a cara com o goleiro Leandro deu um toque sútil por cima, a bola caprichosamente bateu no travessão e sobrou para Hudson, que sem goleiro fez o mais difícil, chutou para fora. Após o susto o Cruzeiro melhorou na partida criou oportunidades, porém não conseguia romper a meta defendida pelo goleiro Nelsinho. Até que, eram decorridos 31 minutos de jogo e o atacante Dener Brandão limpou o lance, levantou a cabeça, olhou para o ângulo e guardou onde a coruja dorme. Uma pintura de gol e explosão da torcida do Cruzeiro. A primeira etapa a equipe de Bom Jesus foi melhor e saiu vencendo com o gol de Dener.

Destaque do campeonato: Ícaro Delfino (Lissandro Velho/Divulgação ORS)

Na segunda etapa, o Palmeirinhas que jogava desfalcado do excelente atacante Beto Cachoeira, melhorou na partida, teve mais chances que o Cruzeiro e merecidamente chegou ao empate em uma obra de arte de Helton Serrano, que de longe acertou na veia e chutou forte no ângulo do goleiro Leandro. Eram decorridos 10 minutos da etapa complementar. O aniversariante do dia, o jogador Rui, deu um presente para a torcida do Cruzeiro e na coragem salvou uma bola em cima da linha, após bela jogada de Douglas Hellmann, eram decorridos 33 minutos de partida. A partida foi muito bem conduzida pelo aspirante a FIFA, Bráulio da Silva Machado e seus assistentes Fernando Machado e Breno Bento. Fim de papo e penalidades.

Artilheiros: Douglas Hellmann e Dener Brandão (Lissandro Velho/Divulgação ORS)

O primeiro a cobrar foi o Palmeirinhas com Hudson, que converteu. Na sequência Dione Neves também converteu para o Cruzeiro. Douglas Hellmann bateu no ângulo e colocou novamente o Palmeirinhas na frente. Porém, o zagueiro Renato demonstrou categoria e empatou novamente. A terceira cobrança do Palmeirinhas ficou por conta do goleiro Nelsinho, que chamou a responsabilidade. O experiente jogador tirou demais do goleiro Leandro e a bola acabou batendo na trave. O atacante Dener tinha a oportunidade de colocar o Cruzeiro na frente e não desperdiçou a oportunidade. A quarta cobrança do Palmeirinhas foi de Helton Serrano, que bateu no canto e manteve o Palmeirinhas na disputa. O jovem Ícaro foi para a cobrança da quarta penalidade para o Cruzeiro e manteve a equipe de Bom Jesus com vantagem. Toda responsabilidade ficou com o zagueiro Minhoca que teve tranquilidade para bater no canto e manter o sonho do Palmeirinhas. A decisiva cobrança saiu dos pés de Felipe Zanella, que bateu meia altura no canto, o goleiro Nelsinho quase chegou na bola, porém ela morreu no fundo do gol e acabou com o jejum de 19 anos sem título do Cruzeiro de Bom Jesus.

Goleiro menos vazado: Nelsinho (Lissandro Velho/Divulgação ORS)

Destaques do 21º Campeonato Municipal de Armazém

  • Campeão – Cruzeiro de Bom Jesus;
  • Vice-Campeão – Palmeirinhas;
  • Goleiro menos vazado – Nelsinho (Palmeirinhas);
  • Artilheiros – Beto Cachoeira e Douglas Hellmann (Palmeirinhas), Dener Brandão (Cruzeiro), com 7 gols.
    Destaque da competição – Ícaro Delfino (Cruzeiro).
Este artigo está em


Join the Conversation