Governador destaca em palestra no Sul do Estado ações para retomada econômica de SC

Os desafios do Governo e da sociedade diante da maior crise econômica do país foi o tema central da palestra do governador Raimundo Colombo na noite de ontem terça-feira, 17, em Braço do Norte, no Sul do Estado. Colombo apresentou as medidas tomadas para que fosse possível cumprir o objetivo de Santa Catarina ser o último estado a entrar na crise e o primeiro a sair dela. Entre as ações, o governador citou a decisão de não aumentar impostos, o incentivo às exportações e a setores como o Turismo e o Agronegócio.

“Deixamos a nossa economia ativa, estimulamos setores que estavam mostrando um potencial, abrimos mão dos impostos para proteger os catarinenses e acima de tudo, fizemos bem a nossa lição de casa cortando gastos”, disse o governador. Colombo destacou o fechamento de órgãos do Governo que, já para o ano que vem, vai gerar uma economia de mais de R$ 200 milhões e a reforma da previdência estadual.

“O servidor aceitou contribuir mais e os novos servidores têm um teto. Quem quiser se aposentar com um valor maior, terá que pagar um fundo próprio. Assim a gente consegue corrigir o déficit da previdência”, explicou Colombo.

Ele salientou que o conjunto dessas ações tornaram o Estado mais atrativo para novos investimentos, Santa Catarina subiu de sétimo colocado, em 2011, para o segundo, em 2017, no ranking da competitividade entre os estados brasileiros, atrás apenas do estado de São Paulo. O governador destacou como um dos indicadores mais importantes, os números relacionados ao mercado de trabalho. Enquanto que no Brasil a média de desemprego está na faixa de 13%, em Santa Catarina está em 6%.

“Nós temos números e indicadores que nos permitem projetar um cenário favorável daqui pra frente. Por isso a mensagem também é de otimismo e responsabilidade de protagonizarmos as mudanças que precisam ser feitas. O Brasil está começando a se recuperar e Santa Catarina vai sair na frente nessa retomada. É o momento de nos unirmos com esse espírito de contribuição para que esse processo se solidifique. O pior da crise já passou”, finalizou o governador Colombo.

Investimentos

Durante a palestra, o governador também falou dos investimentos do Governo no Estado e na região de Braço do Norte.

Colombo destacou a força do agronegócio em Santa Catarina. O Estado é, por exemplo, o maior produtor de suínos do país. Dados de 2016 apontam uma produção de 968,8 mil toneladas. É 26,1% da produção de carne suína do país. No ano passado, a região de Braço do Norte foi responsável por uma produção de 654,4 mil suínos, um aumento de 32,4% em relação a 2010.

Santa Catarina também é o segundo maior produtor nacional de frangos, sendo que só no ano passado, a região produziu 4,6 milhões de aves.

Há 10 anos, SC tem status sanitário de livre da febre aftosa sem vacinação, diferencial que permitiu a abertura de mercados internacionais como a Coreia do Sul, um dos maiores importadores de carne suína do mundo.

O governador destacou que os investimentos na agricultura da região chegam a R$ 11 milhões beneficiando 4,4 mil famílias. Programas como o SC Rural ajudaram no fortalecimento do agroturismo levando pavimentação a acessos de propriedades rurais e pousadas. De acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca, em todo o Estado, os agricultores apoiados pelo SC Rural aumentaram a renda em 118%, contra 50% daqueles que não participaram do programa.

Outro destaque da região é na produção de ovos que registrou um aumento de 15% de 2011 para 2015. A produção saltou de 19 milhões para 33 milhões de dúzias por ano.

Agroindústria

R$ 13,7 milhões em incentivos para 17 estabelecimentos da região, com ageração de quase 1 mil empregos em 2016

Imposto no setor caiu de 17% para praticamente Zero

Obras de Infraestrutura

Serra do Corvo Branco
R$ 41,3 milhões para a pavimentação da SC-370 de Grão Pará até o pé da Serra

Estrada Beata Albertina

7,7 quilômetros inaugurados em 2016 com investimentos de R$ 10 milhões. Estrada é fundamental para o Turismo Religioso

Asfalto Pinheiral-Braço do Norte

12,6 quilômetros na BRN-424 com investimentos de R$ 12,4 milhões. Trecho garante o escoamento da produção de laticínios e frigoríficos da região.

Recuperação SC-108 e SC-370

SC-370 – 16,5 quilômetros entre Gravatal e Tubarão;
SC-370 – 15,3 quilômetros entre Braço do Norte e Gravatal,
SC-108 – 6,3 quilômetros entre Braço do Norte e São Ludgero

Investimentos em Educação

O governador Raimundo Colombo informou que até agora, 800 das 1,1 mil escolas de Santa Catarina foram reformadas ou ampliadas. Na região de Braço do Norte, foram R$ 16,1 milhões investidos em 16 obras e outras ações na Educação. Em Braço do Norte, os destaques são as reformas na EEB Dom Joaquim (R$ 961 mil) e na EEB Werner Knabben (R$ 172 mil), da comunidade Travessão.

Também foram reformadas a EEB Padre Heriberto Borget e a EEB Miguel de Pata, de Grão Pará; Rio Fortuna tem obras do Cedup em andamento e São Martinho ganhou o Centro Esportivo na EEB Fridolino Hulse, com quatro salas de aula, laboratórios, refeitório, banheiros, centro esportivo e centro cultural. O investimento foi de R$ 3,4 milhões.

Saúde

Com investimentos de R$ 7,3 milhões, estão em andamento melhorias no Hospital Santa Teresinha, de Braço do Norte. O hospital contará com 130 leitos comuns e 20 de UTI; 6 salas cirúrgicas; diagnóstico por imagens; cardiologia; hemodiálise. O Governo do Estado também promoveu a reforma e ampliação de quatro unidades de saúde. (Braço do Norte, Grão Pará, Rio Fortuna e São Ludgero).

Segurança Pública

O sistema de videomonitoramento estará presente em cinco municípios da região. Braço do Norte, com 10 câmeras; Grão Pará, com 6; São Ludgero, com 5 já contam com a ajuda dos equipamentos nos serviços de segurança. Até o final do ano, deverão receber as câmeras os municípios de Armazém e Rio Fortuna. Cada um vai contar com 6 unidades.

A região também conta com 12 novos policiais militares incorporados ao Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) e um caminhão para Corpo de Bombeiros de Braço do Norte que atende 5 municípios.

Saneamento Básico

Em todo o Estado, o Governo está investindo R$ 1,6 bilhão na ampliação da cobertura da rede coletora e tratamento da água. São 45 obras em 31 cidades de Santa Catarina. O Estado espera saltar da 23 posição (em 2011) para a 5 em 2019 nos índices que medem o saneamento básico no país.

Em Braço do Norte, foram investidos R$ 23,6 milhões no sistema de esgoto com 36,8 quilômetros de rede coletora e 2,4 mil ligações domiciliares concluídas. Cerca de 10 mil moradores foram beneficiados, o equivalente a 48% do município.

Fundam

O programa que distribui recursos a todos os municípios de Santa Catarina investiu R$ 14 milhões em obras e ações nos 7 municípios da regional de Braço do Norte.

Este artigo está em

Join the Conversation