[Análise] Qual a importância da Previdência Social para o seu futuro?

Dois anos atrás, enquanto ainda cursava o terceiro ano do ensino médio fui indicado pela coordenação de meu curso para participar do concurso de redação em comemoração dos 90 anos da Previdência Social. Recentemente vasculhando alguns arquivos antigos me deparo com a redação inscrita na época, paro, leio e percebo como a situação mudou drasticamente em tão pouco tempo.

Abaixo retiro trechos de minha redação original (clique para ler toda a redação) e faço comentários sobre os mesmos.

Além de toda as garantias reservadas ao trabalhador em que a Previdência Social desempenha, contribui firmemente para uma grande distribuição de renda, garantindo assim uma seguridade social para agricultores, pequenos e grandes produtores, empresários, donas de casa, entre outros. A Previdência Social é a instituição de maior importância no Brasil desde sua criação, garantindo aos segurados melhores condições de trabalho e, consequentemente, contribuindo para uma ampliação da taxa de expectativa de vida.

Levando em consideração atualmente, será que realmente podemos considerar ainda a contribuição para a ampliação da taxa de expectativa de vida? É uma questão polêmica se levarmos em conta que a maior discussão atualmente se dá com base na opinião da classe política que tem como desejo maior talvez extinguir ou até mesmo elevar a idade obrigatória para acesso ao recurso. Existe a PEC da Bengala que foi aprovada na Câmara dos Deputados, a mesma eleva a idade de aposentadoria para 75 anos, se segundo o IBGE a expectativa de vida subiu para 74,6 anos você poderá se considerar uma pessoa de sorte se conseguir chegar aos 75 anos. O próprio IBGE afirma que na média os brasileiros não chegam aos 75 anos, então segundo os deputados o melhor a fazer é traçar uma idade em que seja praticamente impossível de você atingir. (neste caso 75 anos)

Para responder a pergunta “Qual a importância da Previdência Social para o futuro?” basta levarmos em conta todos os benefícios oferecidos atualmente pela mesma. O segurado possui uma garantia em sua vida profissional, independentemente da função exercida, a Previdência não distingue etnia, cor, religião, sexo, entre outros fatores sociais.

Tem vezes que me pergunto, eu mesmo escrevi esta redação? Quando escrevi acho que acabei me enganando em algumas palavras, realmente a previdência não distingue etnias? Digo não no sentido racista mas sim no sentido de classes sociais. Neste país frequentemente encontramos relatos e casos de que determinadas classes de baixa renda são menos favorecidas, neste caso, estas regras de acesso à previdência social são as mesmas para a classe política? Provavelmente não. Políticos costumam possuir “leis especiais”, por serem pessoas com cultura superior aos demais, conhecimento e dinheiro eles desfrutam de leis feitas especialmente a eles. Sendo assim muitas das vezes fica fácil de duvidar.

A instituição funciona de uma forma simples, onde o indivíduo contribui por meio de uma porcentagem de um determinado valor (geralmente o valor é uma porcentagem do salário), quando o indivíduo atingir o tempo de serviço/contribuição necessário passará a receber seu benefício baseado no valor contribuído.

Com as mudanças no sistema previdenciário atuais, neste caso novos benefícios sofrem reajustes. Tudo segundo o governo para poupar gastos aos cofres públicos.

Entenda as novas regras:

Os segurados que atualmente podem desfrutar de seus benefícios não possuem mais a necessidade de exercer uma profissão para garantir seu sustento e de sua família. Isto torna-se um reconhecimento por todos os anos de trabalho que o mesmo exerceu, possuindo assim garantia de seu benefício todos os meses, sua sustentabilidade e de sua família. Assim o segurado poderá desfrutar mais tranquilamente de sua vida.

Todo este benefício por um lado acaba muitas das vezes deixando você em dúvida se isto é uma forma de reconhecimento ou uma ofensa pelo seu trabalho e sua contribuição ao longo dos anos. É cada vez mais comum aposentados voltarem a exercer profissão remunerada novamente para que possam contar com mais um salário no fim do mês, leve em consideração que isto não é um lazer e sim uma obrigação, na situação atual se você não voltar a trabalhar depois de aposentado, dificilmente estará em paz com seu financeiro.

Fica evidente que o benefício da aposentadoria é algo inovador e ajuda milhares de brasileiros, tal benefício não está presente em todos os países do mundo, muitos deles não possuem esta assistência. Porém com estas novas mudanças ficamos cada vez mais longe do sonho de Previdência Social que realmente desejamos ter um dia. O que realmente está faltando é honrar o nome que carrega a palavra: “SOCIAL”.

 

Este artigo está em