Experiência com vibrador faz mulher de SC viralizar com história: ‘Força vital sugada’

Uma moradora do Vale do Itajaí, foi pega de surpresa ao descobrir que um relato despretensioso dado em uma rede social, viralizou e ganhou destaque dentro da internet. Ana Paula Schmitz de 43 anos utilizou o perfil no Twitter para contar uma experiência que teve com um vibrador e acabou surpreendida pela repercussão.

Em conversa com a reportagem do ND+, a catarinense se disse surpresa com a repercussão. “Isso foi totalmente inesperado, porque esse tipo de relato é relativamente comum dentro da internet e não havia nada que indicasse que o meu geraria essa comoção”, contou.

Força vital sugada

No relato feito na última semana, Ana explica que havia decidido experimentar um tipo novo de vibrador, mas que a experiência foi um pouco diferente do que ela esperava.

“Eu nunca tinha usado aqueles sugadores né? Pois muito que bem, liguei o negócio e fui 1 vez, 2 vezes, 3 vezes goz*ando. Eu não conseguia desligar, na minha cabecinha ah é assim tem que usar até a bateria acabar. Minhas amigas, a força vital foi SUGADA do meu corpo”, escreveu na postagem.

A moradora do Vale do Itajaí ainda brincou dizendo que só estava viva para poder contar a história porque conseguiu contato com a irmã, que explicou como desligava o aparelho. “Fiz uma ligação URGENTE pra minha irmã ‘Como que desliga isso? Isso vai me MATAR’. Descobri como se desliga e só por isso estou viva aqui pra contar a “experiência”, finalizou.

História viraliza e zera estoque de loja

De forma inesperada, a publicação feita pela catarinense viralizou. Em pouco tempo o conteúdo atingiu 72 mil curtidas e mais de três mil retweets.

Como consequência, diversas usuárias da rede social demonstraram interesse no apetrecho. Resultado? Em poucas horas o estoque da loja é zerado. Ana conta que até chegou a iniciou conversas sobre uma possível parceria com a loja, mas nada foi definido.

“Eu fiquei feliz pelas vendedoras, pois quem trabalha em comercio ganha sobre comissão e fiquei realmente espantada pelo alcance do tweet. Elas chegaram a manifestar uma vontade de parceria, mas nada foi definido até o presente momento”, relatou.

Exposição gerou xingamentos

A repercussão no entanto também teve seu lado negativo. Ana contou que por conta da história teve alguns comentários depreciativos. Apesar de não entrar em detalhes, ela acredita que os xingamentos estão relacionados com o tabu de falar sobre a sexualidade feminina.

“As pessoas tendem a relacionar relatos assim como íntimos. Existe também um mecanismo de transformar em vulgar qualquer coisa que tenha conotação sexual, especialmente quando se parte de uma mulher, a nossa sociedade ainda tenta atrelar o prazer feminino como algo que não deva ser mencionado, um tabu mesmo” conclui.

 

 

Fonte: Nd+

Este artigo está em

Join the Conversation