Confira quem são os imunossuprimidos que receberão dose de reforço em SC

Santa Catarina distribui nesta segunda-feira (20) 33.714 doses de vacinas contra a Covid-19 da Pfizer para aplicação de dose 1 (D1) em pessoas com imunossupressão, ou seja, com baixa imunidade por diferentes fatores. O montante de vacinas é considerado suficiente para cobrir todo o público. A aplicação pode ocorrer já a partir de 28 dias do esquema vacinal anterior (2ª dose ou dose única).

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), são oito grupos considerados imunossuprimidos e que têm direito à dose de reforço contra a doença:

1 – Pessoas com imunodeficiência primária grave (baixa defesa congênita);

2 – Pessoas que realizam quimioterapia contra câncer;

3 – Pessoas que realizaram transplante de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de medicamentos imunossupressores (que reduzem as defesas do organismo);

4 – Portadores de HIV/Aids (CD4 <200 céls/mm3);

5 – Pessoas que usam corticoides (medicamentos que reduzem a imunidade) em doses maiores ou iguais a 20 mg por dia de prednisona, ou equivalente, por período maior ou igual a 14 dias;

6 – Pessoas em uso de medicamentos que alteram a imunidade (lista abaixo);

7 – Pessoas que realizam hemodiálise;

8 -Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Para receberem a vacina, o público deverá apresentar documentos a fim de comprovar o pertencimento ao grupo, como:

  • Cadastros já existentes nas unidades de saúde ou outros serviços dos municípios que comprovem a condição;

  • Atestado médico ou relatório médico com a indicação da condição da pessoa, contendo a descrição do CID e prazo de validade de um ano para as prescrições de medicamentos de uso não controlados;

  • Atestado médico ou relatório médico com a indicação da condição da pessoa;

  • Prescrição médica ou exames ou receitas que deixem claro a condição da pessoa considerando o prazo de validade de um ano para as prescrições de medicamentos de uso não controlados;

Lista de medicamentos modificadores da resposta imune:

Metotrexato, Leflunomida, Micofenolato de mofetila, Azatiprina, Ciclofosfamida, Ciclosporina, Tacrolimus, 6-mercaptopurina, Biológicos em geral (infliximabe, etanercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte,  Secukinumabe, ustekinumabe), e inibidores da JAK (Tofacitinibe, baracitinibe e Upadacitinibe).

 

Fonte: RCN Online

Este artigo está em

Join the Conversation