Armazém: Universitários enfrentam ônibus lotado – Deivid Arent

Há um mês atrás, publiquei em minha coluna que escrevo quinzenalmente aqui no O Regional Sul, que a Prefeitura Municipal de Armazém havia decidido não cobrar o transporte coletivo para os alunos matriculados em universidades ou cursos técnicos, disponíveis em alguns municípios da região. O tema esteve presente na última campanha eleitoral do prefeito Zé Arent, e foi aprovado na câmara de vereadores, porém não basta apenas transportar, os estudantes têm enfrentado ônibus superlotados rotineiramente.

Como também sou universitário, sempre que necessário costumo utilizar o transporte concedido pela prefeitura. Na última ocasião, pude presenciar, cerca de dez alunos sem o acesso ao acento apropriado, sendo que esses foram obrigados a ficarem em pé ou sentados em espaços inadequados. Estudantes relataram que o problema já vem de muitos anos, e que convivem diariamente com a sensação de descaso e insegurança, já que a viagem mais rápida é entre os municípios de Armazém e Tubarão, com cerca de 30 minutos de tempo percorrido.

Vale lembrar que, não é de hoje que os alunos reivindicam o deslocamento gratuito com qualidade, o tema também foi alvo de promessas do ex-prefeito Jaime Wensing, eleito em 2008 e reeleito quatro anos depois. O mandato chegou ao fim e o projeto não se desenvolveu, somente agora os estudantes foram atendidos parcialmente.

Quando nos propomos a fazermos algo que é para o bem comum, temos que fazer pensando em como ele vai ser útil para a sociedade. Até o momento, tenho a impressão de que estão fazendo para simplesmente assinalar um “x” com caneta vermelha no programa de governo da última eleição.

Este artigo está em


Join the Conversation