Causos do Futebol – Chico Anysio

Causos do Futebol – Chico Anysio

  Para quem ainda não sabe, além de humorista, ator, dublador, escritor, compositor e pintor, Chico Anysio foi também comentarista esportivo. Primeiro na Rádio Guanabara, do Rio de Janeiro, aos 17 anos; por último na TV Globo, aos 58, durante a Copa do Mundo de 1990. “Penso que não há nada de que eu entenda mais do que futebol”, costumava dizer. Ao longo de todo esse tempo em contato com seu esporte predileto, Chico colecionou muitas histórias — engraçadas, é claro — que reproduzo aqui, como uma homenagem à memória dele, que morreu aos 80 anos, no dia 23 de março de 2012.

Essa se deu em uma das primeiras transmissões do futuro comediante Chico Anysio. Durante determinada partida, o locutor, de birra com ele, não lhe passava o microfone para que fizesse seus comentários. Assim foi durante a maior parte da partida, com Chico ficando sempre na dele.

A certa altura, com o jogo já no fim, o locutor resolveu finalmente chamar Chico Anysio, com a seguinte recomendação:
— Chico, duas palavras finais para os nossos ouvintes.
Chico, então, não se fez de rogado. E respondeu ao pé da letra:
— Até logo.
Em seguida, levantou-se e foi embora.

Chico também contava que certa vez, em uma mesa de bar, o ator Luiz Delfino, famoso por suas participações em diversos humorísticos da TV Globo, soltou a seguinte bomba:
— Zizinho foi meu reserva.
E que ante o ar de dúvida, risos e gozações que tomou conta da mesa, Delfino insistia:
— Foi, sim. Zizinho foi meu reserva.

A história acabou em aposta, valendo o próprio jantar. Chico Anysio tinha o telefone de Zizinho, ligou e, do outro lado da linha, ouviu o velho craque da Copa de 50 confirmar:
— É verdade, sim. Eu estava começando, tinha 16 anos e era reserva do Delfino no Byron de Niterói.
Aliás, Zizinho não só confirmou como ainda disse para Chico:
— Olha, é a quinta ou sexta vez que o Delfino janta de graça com essa história…

Este artigo está em