Honrado e agradecido – Arilton Barreiros

Quem nos acompanha pelo rádio ou jornal é testemunha que muito raramente ocupamos espaço para falar sobre a nossa vida pessoal. E, até mesmo nas redes sociais, procuramos o máximo de discrição possível. Mas hoje não poderíamos deixar de fazer referência à homenagem que a Associação Catarinense de Imprensa (ACI) e a Casa do Jornalista nos fizeram na sede da Acit (Associação Empresarial de Tubarão). Sabemos que mais pela amizade que temos com o jornalista Iberê Aguiar Jaques do que por merecimento recebemos em nossa querida cidade pessoas como Ademir Arnon, presidente da ACI, o jornalista Moacir Pereira, referência no meio jornalístico, deputados, prefeitos, vereadores, comerciantes, empresários, ouvintes, leitores, familiares e amigos que nos prestigiaram pelos 50 anos de comunicação. Sentimo-nos honrados e agradecidos pela lembrança. A todos, muito obrigado.

CÓDIGO ULTRAPASSADO

Recentemente um grupo de mulheres vestidas de preto, em sinal de luto, realizaram uma manifestação pela principal avenida de Tubarão e que acabou no Fórum. O protesto pedia o fim da violência contra as mulheres e também justiça para Bruna Quintian, que foi esfaqueada e brutalmente espancada por seu companheiro no último dia 8, no bairro Km 60, na Cidade Azul. O homem fugiu e se apresentou 72h depois, sendo liberado em seguida. Muitas foram às críticas postadas nas redes sociais pelo fato da Justiça não ter prendido o cidadão. O que a maioria não sabe é que a lei foi cumprida por culpa de um código penal que, além de ultrapassado, é ineficaz para combater e refrear a criminalidade. O código que data de 1940 não nos dá nenhuma segurança em muitas circunstâncias. Já passou da hora de termos mudanças drásticas no código para que casos como o ocorrido com Bruna não mais aconteçam. Coincidentemente no mesmo dia a polícia civil prendeu o cidadão em Orleans acatando decisão judicial.

O BRASILEIRO É O PROBLEMA

Virou moda no Brasil falar mal de político, como se a classe fosse a única responsável por tudo que temos de ruim. Doa a quem doer, o problema do Brasil é mesmo o brasileiro. Não iremos mencionar assuntos já abordados por tantos jornalistas e escritores. Fiquemos atentos apenas aos números registrados no feriado de 12 de outubro passado, divulgados pela Polícia Rodoviária Federal. Durante cinco dias de operação foram registrados 146 acidentes, dos quais 152 pessoas se feriram e três morreram. Os radares fotográficos registraram 3.745 imagens de veículos acima da velocidade permitida. Um deles passou a 172 km/h na BR-101, em Biguaçu, onde a máxima permitida é de 100 km/h. Outros 3.516 autos de infração foram lavrados devido a fatores diversos. Destes, 87 foram para motoristas que estavam dirigindo sob efeito de álcool e 415 por ultrapassagem em local proibido. É necessário dar mais explicações?

Notas rápidas

  • O desembargador Lédio Rosa de Andrade foi contundente mais uma vez em suas palavras na homenagem que a Câmara de Tubarão prestou a Luiz Carlos Cancelier de Olivo. Lédio não admite que cidadãos honrados tenham seus nomes manchados por meras suspeitas. Acha que isso não pode mais continuar.
  • Prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, entregou a ordem de serviço à empresa Delt para construir a passarela de concreto defronte a Unisul. O reitor Mauri Heerdt, presente no ato, elogiou o esforço do prefeito para que a obra saísse do papel. Ela vai custar em torno de R$ 1,6 milhão e o prazo de entrega é de seis meses.
  • A Associação Brasileira de Colunistas Sociais e de Mídia Eletrônica (Abramecom), através de seu presidente, Arlan Alves, e vice, Neide Bini, juntamente com outros diretores nos entregaram a Comenda Moacir Benvenutti Filho e um belíssimo troféu pelos nossos 50 anos de serviço na comunicação. Agradecemos a gentileza.
  • A passarela de concreto que será construída defronte a Unisul deverá receber o nome do ex-prefeito Ângelo Antônio Zabot, que faleceu em março passado. A Câmara de Tubarão, segundo o presidente Felipe Luiz Collaço, irá esperar o tempo hábil para apreciar o projeto que deverá ter o apoio de todos os vereadores.
  • Professores da rede municipal de ensino de São Ludgero terão um acréscimo de 8,33% em seus salários. Trata-se de uma compensação da diferença entre o reajuste do piso nacional e o percentual repassado diante da inflação. O prefeito Volnei Webber fez questão de pessoalmente fazer o anúncio.
  • Na Câmara de Tubarão, o vereador Gilmar Negro Machado, o Cascão (PMDB), pediu ao secretário de Educação, professor Mário Cesar de Oliveira Cardoso, que encaminhe a relação de todas as creches do município com os horários de entrada e saída dos alunos. Cascão disse que existem muitas reclamações dos pais sobre os horários de saída das crianças.
  • Líder do governo na Câmara de Tubarão, o professor e vereador Maurício da Silva solicitou ao secretário de Desenvolvimento Urbano, Giovane de Souza Bernardo, que determine a aplicação da lei relativa ao tempo de espera dos usuários nas filas dos bancos. Maurício disse que as queixas são muitas.
  • Líder da oposição na Câmara de Tubarão, o vereador tucano José Luiz Tancredo apresentou um projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade da Fundação de Saúde publicar no site oficial da prefeitura e em todas as unidades básicas a relação de medicamentos de uso contínuo existentes e os que estão em falta.
  • Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral, considerando as digitais dos quase 65 milhões de eleitores já cadastrados biometricamente no país, identificou 344 títulos eleitorais duplicados em Santa Catarina. No país, o número chega a 25.031 títulos envolvidos em casos de coincidência biométrica.

“As regras dos jogos são as únicas que o homem leva a sério. Por isso elas são mais antigas do que as leis.” Peter Bamm, escritor alemão.

Este artigo está em


Join the Conversation