Moradores suspeitam de atividades estranhas em suas terras na comunidade de Rio São João, em São Martinho

Os moradores da comunidade de Rio São João estão preocupados com os fatos que vêm ocorrendo na localidade nos últimos tempos.

A presença de técnicos com equipamentos chamou a atenção de moradores da comunidade de Rio São João no município de São Martinho. Um morador comenta que ao questionar o motivo de os equipamentos se encontrarem ali, os mesmos [se referindo aos técnicos] informaram que o estudo está sendo realizado para uma rede de transmissão. E, para outras pessoas, de que se trata de uma pesquisa para a empresa Camargo Corrêa S.A.

O fato é que nenhuma dessas informações procede. Os supostos funcionários não estão uniformizados, nem possuem crachá ou qualquer documento que permita o acesso deles nas propriedades particulares.

Alguns leitores procuraram a equipe do jornal, preocupados com a situação, já que é uma localidade interiorana do estado e do município, onde atualmente poucos moradores residem e todos conhecem seus vizinhos, lá, qualquer atividade desconhecida é tratada como algo suspeito.

Estes indivíduos foram vistos com equipamentos de medição diversas vezes pelos proprietários, no momento também sobrevoa um avião.

PUBLICIDADE

Normalmente estes técnicos comparecem ao local logo pela manhã para instalar o equipamento de GPS e, somente, retiram no final do dia, já que ao longo do mesmo o avião fica sobrevoando as terras, provavelmente o equipamento em terra serve como ponto de referência da coordenada geográfica.

Não há informações de que algum morador tenha contratado serviços do tipo, no local onde o equipamento é instalado, a responsável alega não ter conhecimento do que se trata, inclusive afirma que entrou em contato com demais órgãos para buscar saber ao certo o objetivo e quem são os elementos.

A redação entrou em contato com a administração do município de São Martinho e a empresa Camargo Corrêa S.A., que nos respondeu através de sua assessoria de comunicação na tarde de ontem (23).

O que diz a prefeitura?

A administração municipal também, foi procurada e o Prefeito Robson Jean Back afirmou que não tem conhecimento de estudos sendo realizados no bairro. E, informa ainda, que não há registros ou solicitações protocolados no órgão.

O que diz a Camargo Corrêa SA?

A assessoria de comunicação da empresa respondeu: “A Construtora Camargo Corrêa não tem nenhum empreendimento em curso ou em estudo em São Martinho.”

Contato com a CELESC

Após a divulgação da matéria na edição impressa e aqui no portal, leitores repassaram a informação de que o estudo está sendo realizado para uma rede de transmissão da CELESC, nossa equipe entrou em contato com o setor de imprensa da empresa, porém mesmo após uma semana não recebemos respostas via e-mail.

Forneça informações, envie uma mensagem para o Whatsapp: (48) 99667-0982 ou utilize os demais canais oficiais do O Regional Sul.

Este artigo está em

Join the Conversation