Governador em exercício entrega ordem de serviço para recuperação de ponte na SC 436 em São Martinho

O governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira, juntamente com o secretário de Estado de Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro, e o secretário executivo de Braço do Norte, Ricardo Medeiros, entregaram a ordem de serviço para recuperação e conclusão da ponte sobre o Rio Capivari, na SC 436, em São Martinho, que dá acesso ao município de Imaruí. O investimento é de R$ 716 mil.

Uma obra esperada há mais de 30 anos, que permitirá também o acesso à comunidade de São Luiz, onde está o Santuário de Santa Albertina Berkenbrock, de grande movimento do turismo religioso. “O turismo religioso é uma marca importante de Santa Catarina. Renova a fé, movimenta a economia e aquece o coração das famílias catarinenses. Por isso, como governador em exercício, fiz questão de vir pessoalmente até São Martinho para entregar essa ordem de Serviço”, destacou Moreira.

Conforme o prefeito do município, Robson Jean Back, a ponte foi interditada no início deste ano por oferecer riscos à população. “Foi uma decisão difícil de interditar a ponte mas não havia mais condições de tráfego, ela apresentava um real perigo à população. Desde então, fomos incansáveis na busca de viabilizar os recursos com o governo estadual e hoje isso é uma realidade”, explicou.

A empresa Decc Construções Ltda fará a execução da ponte de concreto sobre o Rio Capivari com extensão de 50,20 metros e 10 metros de largura.

Rodovia Histórica

Na ocasião, um dos representantes da comissão que busca o asfaltamento de outro trecho importante, a SC 435 que liga São Martinho a São Bonifácio, Wilson Boeing, aproveitou a oportunidade para entregar um material que contém a retrospectiva de todos os fatos relacionados à obra e reforçou o pedido ao governador em exercício.

Representante da comissão que busca asfaltamento da Rodovia Histórica entrega material ao governador em exercício

Durante a entrevista, o repórter Deivid Arent reforçou o tema com o governador, confira:

Saiba mais sobre a Rodovia Histórica

Este artigo está em


Join the Conversation