Desenvolvimento sustentável: Santa Rosa de Lima sediará seminário estadual de agroecologia

O seminário ocorrerá nos dias 26 e 27 de outubro deste ano.

Santa Rosa de Lima sediará pela primeira vez uma edição do Seminário Estadual de Agroecologia. O evento, que está em sua oitava edição, é realizado a cada dois anos por entidades representativas, associações, cooperativas e movimentos sociais ligados à agricultura familiar e à agroecologia. A última cidade que recebeu o encontro foi Porto União, no Planalto Norte catarinense.

Em Santa Rosa de Lima, o seminário ocorrerá nos dias 26 e 27 de outubro deste ano.

Trata-se de um evento importante para o setor. Em que costuma ter um público superior a 1,5 mil participantes – entre agricultores, técnicos, acadêmicos, extensionistas, pesquisadores e demais interessados na temática da agroecologia – de Santa Catarina e outros estados do Brasil. Palestras, exposições, minicursos, oficinas temáticas, feiras e apresentações culturais fazem parte da programação.

O município de Santa Rosa de Lima, detentor do título de Capital Catarinense da Agroecologia, liderará o processo de organização do seminário por meio de parceria entre prefeitura, Agreco, CooperAgreco, Sintraf (Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar), Associação de Agroturismo Acolhida na Colônia, cooperativa de crédito Cresol e outras entidades locais, juntamente com as demais instituições e movimentos sociais de nível estadual e nacional ligados ao setor.

Na última terça-feira, dia 7, representantes destas entidades estiveram reunidas no gabinete do prefeito Salésio Wiemes. Na ocasião, foram discutidos temas, possíveis palestrantes e definidas a estrutura necessária para a realização do seminário. “A ideia de se realizar o Seminário de Estadual de Agroecologia em Santa Rosa de Lima foi proposta inicialmente pelo deputo estadual Padre Pedro Baldissera, que é um dos grandes defensores da agricultura familiar e da agroecologia.

Desde estão, fomentamos essa ideia e já estamos avançando na organização do evento”, conta o secretário municipal de Administração, Finanças e Planejamento Sebastião Vanderlinde, que também é agricultor ecológico.

“Estamos muito satisfeitos com a oportunidade de sediar este seminário, que já se tornou um evento itinerante de grande importância para a agricultura familiar. Santa Rosa de Lima, Capital da Agroecologia, é pioneira na produção de alimentos orgânicos aliada à preservação ambiental”, comemora o prefeito Salésio Wiemes.

“Será uma grande chance para contribuirmos ainda mais para o desenvolvimento e o fortalecimento da agroecologia na nossa cidade e em todo o estado e de, mais uma vez, enaltecer a importância de Santa Rosa de Lima para este setor em nível estadual e nacional”, conclui.

Este artigo está em

Join the Conversation