Polícia realiza operação em boate, interdita estabelecimento e apreende drogas

Na noite de ontem (25), a Polícia Civil de Gravatal, com apoio da Polícia Militar do município, além do Pelotão de Patrulhamento Tático e do Canil da PM de Braço do Norte, realizaram operação policial que culminou com interdição de boate e apreensão de drogas.

A pedido do Ministério Público da Comarca de Armazém foi instaurado inquérito policial para investigar o crime previsto no artigo 229 do Código Penal (casa de prostituição) em uma boate localizada entre os municípios de Gravatal e Armazém. O pedido se deu em virtude de ocorrências policiais relacionadas ao local.

O estabelecimento estava com o alvará de funcionamento vencido, além de uma série de circunstâncias administrativas e possivelmente criminais investigadas em procedimentos policiais distintos. Diante disso, visando instruir as investigações, efetuou-se operação policial para interdição do estabelecimento, além de vistoria no local, no qual se tinha informações da existência de drogas.

Durante a operação restou apreendido, num dos quartos ocupados por duas “garotas e programa”, pequenas porções de “maconha”. As “garotas e programa” confessaram a propriedade sobre a droga e alegaram serem usuárias. Elas foram autuadas em um Termo Circunstanciado.

PUBLICIDADE

Ainda, durante as buscas, restou apreendido outro torrão de “maconha” em um quarto desocupado. Nenhum dos envolvidos no local assumiu a propriedade da droga. Constatou-se condições de higiene não apropriadas no local.

Todos os presentes foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Gravatal para prestarem esclarecimentos.

O Inquérito Policial deve ser concluído nos próximos dias e os responsáveis pelo estabelecimento são considerados suspeitos do crime previsto no artigo 229 do Código Penal, além de outros ilícitos levantados durante as investigações.

As investigações estão sendo realizadas pelos Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Gravatal. A operação contou com apoio da Polícia Militar de Gravatal, do Pelotão de Patrulhamento Tático e do Canil da Polícia Militar de Braço do Norte.

Os procedimentos policiais estão sendo coordenados pelo Delegado José David Machado.

Este artigo está em

Join the Conversation