165 galinhas são apreendidas, em Gravatal

Um fato bem inusitado foi registrado no fim da manhã de ontem em Gravatal, mais precisamente às 10h30min no posto da Polícia Militar Rodoviária – PMRv, que abordou uma S10, com placas de Brusque, e conduzida por um brusquense de 47  anos, com exatamente 165 galinhas acondicionadas de uma maneira totalmente irregular.

A carga-viva não tinha procedência, o motorista não apresentou notas e, para piorar, o veículo estava com licenciamento atrasado. Além de perder as aves, deixou o posto da polícia a pé. Para não sair totalmente desolado do local, um amigo, que o acompanhava na viagem, o fez companhia na caminhada.

Além do transporte de animais sem procedência, sem a guia de trânsito animal – GTA, e em péssimas condições de acondicionamento, sendo que algumas já estavam mortas, havendo risco de contaminação em aviários da região.

Após a apreensão, uma equipe da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina – Cidasc, da gerência de Tubarão, realizou o procedimento de insensibilização dos animais e, posteriormente, a sangria. “Após, as aves abatidas foram levadas a Niehues Nutrimentos, em São Ludgero, onde passaram por um processo de autoclavagem para a finalização do processo”, detalha o coordenador da Cidasc na região, Conrado Medeiros dos Santos.

Com informações do Jornal Notisul

Este artigo está em

Join the Conversation