[ESPECIAL] São Domingos festejou o Heptacampeonato

[one_half]Muitos clubes de futebol amador tentam por anos conseguirem os sonhados títulos, porém são poucos aqueles que conseguem chegar ao sucesso. Fazer futebol amador não é nada fácil nos dias de hoje. Antigamente os jogadores dos clubes amadores eram jogadores da própria comunidade e vestiam a camisa com muito orgulho, davam o sangue se necessário e não cobravam nada além da amizade. Já nos dias de hoje, são poucos os que jogam sem colocar em primeiro lugar o dinheiro. Para os dirigentes, tudo tem o seu preço e o que os motiva a tocar um clube em frente é em primeiro lugar o amor ao esporte, depois vem o trabalho e a união (quando se consegue, é claro) de todos os envolvidos.
Na cidade de Armazém, temos um clube que tem se tornado referência de sucesso e títulos, trata-se do São Domingos da comunidade de Santa Terezinha. Nessa comunidade, em dias de jogos da Sociedade Recreativa Esportiva São Domingos, a comunidade se torna um local onde o vento assovia e todos escutam. Os torcedores do São Domingo, se mobilizam em dias de jogos e seguem o clube aonde ele estiver, levando sempre um grande número de torcedores nos estádios onde o time joga. Quando os jogos são em casa, o número de torcedores aumenta, lotando as dependências do belo e estruturado Estádio Martinho Heidemann.
O clube São Domingos possui em seu curriculum muitos títulos, e tem como principais sete títulos municipais de Armazém na categoria titulares. Os títulos foram comemorados nos anos de 1991, tendo como presidente Norvaldo Wensing e treinador João Heidemann. Em 1993, o presidente era Luiz Otto Wensing e o treinador Mário Wensing. Após longo período sem a competição em Armazém o São Domingos comemorou o tricampeonato em 2009, o presidente era Paulo Simão Wensing e o treinador João Claudino. Em 2010, novo título e o presidente era Amauri Ramos Moraes, o popular Neguinho e o treinador era Célio Marcílio Spíndola. Em 2011, o presidente Osvaldino Justino e o treinador Paulo Simão, o popular Lolo, comemoraram o título. Em 2013 os irmãos, Mário como presidente e Paulo Simão “Lolo” como treinador, comemoraram a conquista. Em 2015 veio a sétima conquista, tendo como presidente Antônio Marcilio e treinador novamente Paulo Simão “Lolo”. Além desses títulos, o vice-campeonato da Liga Amadora Verde Vale de Futebol em 2013, logo no ano de estreia apresentou o São Domingos para toda a região e levou o clube para novos horizontes com a oportunidade da participação na Copa Sul dos Campeões, onde acabou sendo eliminado pelo Campeão daquele ano, o Rui Barbosa, de Morro da Fumaça que no mesmo ano se tornou Campeão Amador de Futebol de Campo de Santa Catarina, com vitória de 3×0 sobre o Triunfo, na cidade de Florianópolis.
Não foram somente os presidentes e treinadores os responsáveis pelos títulos, mas sim toda a comunidade que de uma maneira ou de outra fortaleceu o clube em busca das Taças. Nesse ano de 2015, o diretor de esporte era João Heidemann e ele argumenta, “primeiramente para iniciar eu gostaria de falar que o São Domingos foi fundado em 05/04/1971 e durante esses 44 anos sempre houveram competições na vida do clube São Domingos. Eu particularmente tenho uma bela história com esse clube a qual eu iniciei as práticas esportivas com 16 anos. Fui goleiro do clube por 28 anos, onde joguei na equipe dos titulares e depois no veterano. Sou muito grato ao esporte, hoje graças a ele tenho muitos amigos conquistados no longo período que vesti a camisa do glorioso São Domingos, e é por isso que incentivo e sempre continuarei a incentivar a prática esportiva”.
O São Domingos também participa de competições de categorias de base, onde em 2014 conquistou o vice campeonato da Liga Amadora Verde Vale de Futebol Sub-18 e possui cinco títulos municipais. No ano de 2015 o São Domingos chegou novamente a final, e após histórica batalha contra o Mundo Novo acabou com o vice-campeonato. O treinador de 2015 foi hábil, Rogério Moraes da Silva: “foi uma grande satisfação trabalhar como treinador dos aspirantes. No início do campeonato não tivemos o entrosamento necessário para conseguir os objetivos. Depois, durante o campeonato conseguimos melhorar e graças ao êxito e empenho dos jogadores conseguimos chegar até a final. A categoria aspirante deveria ter um limite de idade para dar um futuro para os jovens. Tenho certeza que nesse ano aprendemos bastante com a derrota e ano que vem estaremos mais fortes. Agradeço a família São Domingos por mais um ano de competição”.[/one_half] [one_half_last]No ano do Heptacampeonato, o secretário do clube é o Prefeito do município, Jaime Wensing, que não esconde sua paixão pelo São Domingos, “nesse ano novamente tive o convite do presidente Antônio Marcílio para fazer parte desta agremiação e o campeonato foi muito bom para o clube, graças a diretoria, torcida, jogadores e todos que acompanharam o São Domingos. O Antônio Marcílio foi um grande presidente, ele é uma liderança aqui na comunidade e todos da diretoria estavam unidos a favor do clube. O esporte é cultura, é divertimento, saúde e nós enquanto estivermos a frente do executivo jamais deixaremos de incentivar o esporte, e aqui em Santa Terezinha o maior lazer é a pratica do esporte. Quero ressaltar que nesse ano, o homenageado com o nome da Taça foi o Bertolino Boing, sem dúvidas uma justa homenagem a esse grande homem aqui do município. Para finalizar quero agradecer a todos dessa comunidade que ajudaram o São Domingos com a conquista de todos esses títulos, e parabenizar a todos os outros clubes que participaram e fizeram desse um grande campeonato, muito obrigado”.
Muito entusiasmado e muito feliz, estava o presidente do São Domingos na comemoração da entrega de faixas, “não é a primeira vez que sou presidente do clube, mas é a primeira vez que sou Campeão e estou muito contente. Minha maior alegria é ver todos contentes no dia de hoje (21/06), que é a comemoração de mais um título do São Domingos. Trabalhamos na diretoria em 13 pessoas, não é somente eu que sou o presidente, todos são presidentes, porque todos trabalharam bastante, quero dedicar este título a eles, aos jogadores e aos torcedores”.
Dizem que o maior pé quente de Santa Terezinha é Paulo Simão Wensing, o Lolo, é só ele se envolver com o clube que Taças aparecem na galeria de Troféus do clube. Os números não mentem, dos sete títulos Lolo estava envolvido em todos eles, e acrescenta: “tenho uma vida dedicada ao esporte e ao São Domingos, são 30 anos de envolvimento, agradeço a Deus de estar presente em todos os títulos do clube. Meu pai foi o grande incentivador e também era apaixonado pelo São Domingos. Nesse ano na minha opinião foi o título mais difícil, começamos a competição com dois empates e depois tomamos um ‘taco’ do Mundo Novo, onde perdemos por 4×1, isso não condiz com a história do São Domingos. Após essa derrota todos nós colocamos na cabeça que precisávamos lutar mais e também se dedicar mais, para não sair fora logo na primeira fase. Na partida decisiva contra o Nossa Senhora Aparecida, conseguimos a vitória e a classificação para a semifinal. Na semifinal enfrentamos o Ferroviário, que no meu modo de pensar era superior ao nosso time. Foram dois difíceis jogos, a primeira partida foi 1×1 e no jogo decisivo eles começaram abafando e fizeram 1×0. Após o gol, nosso time acordou e o Eloi empatou a partida. Na segunda etapa brilhou o Maycon Laguna, que bateu uma falta muito bem e deu a vitória para o São Domingos, na melhor partida do campeonato. Na final enfrentamos o Mundo Novo novamente e não foi nada fácil. Na primeira partida conseguimos fazer um placar (2×0), que nos deu a chance de poder perder por um gol no jogo decisivo. No segundo jogo eles vieram com tudo e fizeram 1×0 nos deixando preocupados, só que nosso time melhorou e conseguimos virar o jogo e comemorar o Heptacampeonato”. Lolo finaliza, “o que me engradeceu nesse campeonato é que mesmo começando muito mal, não vi os torcedores xingando ninguém, eles nunca deixaram de acreditar no São Domingos e, invisto no esporte porque não tive o prazer de ter filhos, minha alegria é ver esta ‘gurizada’ feliz, isso é que me traz alegria e essa é uma maneira de eu poder ajudar a formar bons cidadãos, sou grato a todos que estão ao meu lado”.[/one_half_last]

 

Este artigo está em